PT EN FR

REBAC ESTÁ A DAR PASSOS

Delegados das dioceses de Bukavu, Uvira, Kisangani, Lolo, Mbandaka, Boma, Inongo, Luebo, Mbuji-Mayi, Kilwa-Kasenga e Lubumbashi, em número de onze no total, tiveram treinamento sobre desafios das mudanças climáticas, bem como sobre o potencial e os desafios da Bacia do Congo. Os participantes do seminário que decorreu nos dias 19 e 20 de Outubro de 2018, em Kinshasa, tiveram contacto com os termos de referência para o trabalho de cartografia e foram capacitados no domínio das ferramentas escolhidas para a realização da pesquisa.

Este é mais um passo dentro do processo de formação de pesquisadores diocesanos à treinar para realizar o mapeamento concebido e iniciado pela Rede Eclesial para a proteção da Bacia do Congo. Congo (REBAC). O mapeamento tem por finalidade fazer um levantamento da realidade dentro da REBAC ImagemBacia do Congo permitindo assim às Conferências Episcopais perceberem os desafios pastorais existentes e que sofrem influencias devido a gestão débil dos Recursos Naturais (floresta, água, energia, terras aráveis), deslocação forçada de comunidades inteiras e outros similares. Um outro ponto central é o de achar pontos de começo para trabalhar oportunidades para ajudar as comunidades às Igrejas locais a lidar com os efeitos das mudanças climáticas.
O seminário de Kinshasa, segue ao de Brazzaville - 11 a 12 de outubro de 2018 - que contou com a participação de quatro países: Camarões, República Centro-Africana, República do Congo e da República Democrática do Congo.
A Rede Eclesial para a proteção da Bacia do Congo (REBAC) foi criada por iniciativa da SCEAM (Comissão de Justiça, Paz e Desenvolvimento) em colaboração com o Apostolado Social Jesuíta em África e com a Caritas África, a 8 de Outubro de 2015.
Desde a sua formação, a REBAC tem construída uma relação de parceria com a REPAM – Rede PanAmazónica, trabalhando juntos como se de dois pulmões se tratasse. Aliás é assim que o Papa Francisco identifica as florestas da Amazónia e a do Congo.
O processo de mapeamento, que está a ser apoiado pela CAFOD, pelo Secours Catholique - Caritas França -, e pela Porticus, está a ser realizado numa primeira fase em quatro países da Bacia do Congo, os mesmos que estiveram no seminário de Brazzaville.

     

© 2017  jpdc.secam . All Rights Reserved. Designed By SAJENA

 

Please publish modules in offcanvas position.